GoiásFomento já liberou R$ 21 milhões para 309 micro e pequenos empresários, via Pronampe

O Governo de Goiás, por meio da GoiásFomento, liberou R$ 21 milhões em empréstimos para 309 micro e pequenos empresários goianos, somente no primeiro mês de operação com recursos do Programa Nacional de Apoio às Micro e Pequenas Empresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe). Implantado pelo governo federal, o programa visa socorrer o setor produtivo em meio à pandemia da Covid-19 e, diante da grande procura, o Estado solicitou ampliação do limite junto ao Ministério da Economia. 

O retorno foi rápido. Já foram aportados outros R$ 18 milhões e, no total, a agência de fomento disponibiliza R$ 39 milhões em crédito, via Pronampe. Presidente da GoiásFomento, Rivael Aguiar afirma que a orientação do governador Ronaldo Caiado é facilitar ao máximo o acesso ao crédito para as micro e pequenas empresas e todo trabalho da agência é promovido neste sentido.

Rivael explica que o programa é do governo federal, mas conta com a participação de instituições financeiras, inclusive as públicas estaduais, como é o caso da GoiásFomento. De acordo com ele, as instituições concedem os empréstimos com recursos próprios, e a União entra com as garantias, viabilizando a segurança das operações.

Sobre o Pronampe, Rivael adianta que a grande procura se deve à dificuldade que micro e pequenos empreendedores têm com os bancos comerciais, já que essas instituições financeiras concedem o crédito para quem tem histórico como cliente, com movimentação de conta corrente e aplicações financeiras. 

Como a GoiásFomento é uma agência de fomento, concede o crédito para aquelas empresas que não estão conseguindo financiamento nos bancos comerciais. “Aqui, a empresa não precisa ter esse relacionamento prévio”, destacou o presidente da agência. O empreendedor faz um cadastro da proposta, apresenta a documentação, é feita a análise e, finalmente, é concedido ou não esse crédito. No caso do Pronampe, esse crédito tem uma facilidade maior na análise, porque já tem o limite pré-determinado. 

Cada empresa poderá obter até R$ 100 mil, dependendo do faturamento. A taxa máxima de juros é Taxa Selic mais 1,25% ao ano. As parcelas do empréstimo deverão ser quitadas no prazo máximo de 36 meses, incluído o período de carência, que é de oito meses.

Consultoria
Junto com o empréstimo do Pronampe, e por meio da Secretaria da Retomada e do Sebrae, esses empresários contarão com consultoria para poder renegociar suas dívidas, e depois limpar os nomes das empresas nos sistemas de proteção ao crédito.

O atendimento aos clientes da agência de fomento é realizado pelo telefone (62) 3216-4900, no horário das 9 às 17 horas, de segunda a sexta-feira, ou pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.. As propostas devem ser enviadas exclusivamente pelo site www.goiasfomento.com

GoiásFomento - Governo de Goiás