Cerveja de Mandioca

O Governo de Goiás e a Ambev assinaram Protocolo de Intenções, no dia 4 de agosto, para fortalecimento da cadeia produtiva da mandioca. A empresa criou uma marca de cerveja goiana a partir da fécula da mandioca, como parte das ações de fortalecimento da economia, geração de emprego e renda no Estado. O produto foi lançado no dia 8 de dezembro, em evento realizado na fábrica da empresa em Anápolis.

Podem vender para a multinacional, pequenos produtores da agricultura familiar, de todo o Estado, com especial enfoque na Região Nordeste de Goiás.

A ação, articulada pelo Governo de Goiás com a Ambev, envolve a Secretaria de Estado da Retomada, Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), Agência Goiana de Assistência Técnica, Extensão Rural e Pesquisa Agropecuária (Emater), e Gabinete de Políticas Sociais (GPS).  O Governo do Estado contribui com o mapeamento das áreas com potencial para fornecer esses produtos, divulgação junto aos produtores e acompanhamento do processo produtivo.

Acesse o formulário de pré-cadastramento de produtores (Seleção e contratação de responsabilidade da Ambev).

 

Em janeiro de 2021, a Cervejaria Colombina também aderiu ao projeto e lançou duas versões da Rensga, cerveja feita de fécula de mandioca comprada de agricultores rurais de Bela Vista de Goiás. 


Mais informações podem ser obtidas nas unidades da Emater espalhadas pelo Estado (clique aqui) para ver o endereço e telefone dos escritórios da Emater no mapa).


Saiba mais:

Assembleia aprova lei que incentiva a produção de cerveja goiana de mandioca

Cerveja de mandioca vai movimentar economia local de 19 municípios goianos

De imediato: Ambev já fará compra de 100 toneladas de mandioca em Goiás

Pioneiro, Caiado oficializa a Secretaria da Retomada e anuncia ações iniciais da pasta

 

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.